17 de novembro de 2012

Resenha - "Até Você Chegar" - Judith McNaught

Sinopse: "Professora de uma escola para damas da alta sociedade, Sheridan Bromleigh é contratada para acompanhar uma das estudantes, Charise Lancaster, até a Inglaterra, onde encontrará seu noivo. Quando a jovem sob sua responsabilidade foge com um estranho, Sheridan questiona-se como explicará isso ao pretendente, Lorde Burleton. Stephen Westmoreland, o Conde de Langford, presume que a jovem vindo em sua direção é Charise Lancaster, e a informa sobre sua participação no acidente fatal envolvendo Lorde Burleton na noite anterior. No momento em que iria explicar o mal-entendido, Sheridan também sofre um acidente e fica inconsciente. Ela acorda na mansão de Westmoreland, sem lembrar quem é. A única pista sobre seu passado é o estranho fato de todos a chamarem de miss Lancaster. Tudo o que ela realmente sabe é que está apaixonada por um belo conde inglês, e que sua vida está repleta de maravilhosas possibilidades..."

Minha opinião: Primeiramente vou confessar que quando adquiri o livro não sabia que ele era o terceiro de uma série com quatro livros, mas sinceramente durante a leitura não percebi isso também. A escolha desse livro para leitura se deu por dois motivos: o primeiro, é que ele estava em super promoção (paguei apenas dez reais) e a segunda é que por mais que eu goste de ler diversos gêneros literários, os romances históricos acabam sempre sendo empurrados para o final da fila. Dito isso, ultrapassei essa barreira e me arrisquei com o livro de uma autora que eu tenho lido diversos elogios. Agora, falando especificamente desse livro, posso dizer que gostei muito da leitura, e me surpreendi com o livro.
Conforme explica a sinopse, Sheridan é uma acompanhante, que irá levar a tal da Charise para o seu pretendente. Sheridan teve uma infância diferente das moças da época, pois sua mãe faleceu quando ainda era jovem e o seu pai resolveu levá-la com ele em viagens, onde eles sobreviviam através das jogatinas do pai. Até que com o passar do tempo: juntam-se ao pai e a filha dois personagens inusitados: o primeiro, um índio que realmente gosta de testar os limites da Sheridan (pois ele acredita que ela é um espírito mais livre) e um jovem latino que também é muito bom em jogatina. Dá para perceber que ela foi criada sem “modos” impostos pela sociedade da época. Quando ela está para se tornar uma mocinha, o pai a deixa com uma tia (irmã da sua mãe) e é a partir desse momento que ela vai se portar como uma dama. Após alguns anos, é contratada para levar a Charise (uma jovem frívola e esnobe), que acaba se aproveitando da bondade de Sheridan e consegue fugir com um desconhecido.
O pretendente de Charise, o Lorde Burleton, sofre um acidente e falece. Sentindo-se culpado pelo acidente, Stephen prontifica-se a ir buscar a pretendente do falecido no porto para dar as más notícias. No porto, Sheridan sofre um acidente antes de explicar que não é a pretendente do Lorde Burleton, batendo a cabeça fortemente e perdendo a memória. Como todos ao seu redor a chamam de Charise, a coitada acredita que é realmente a Charise e fica na residência de Stephen para a sua recuperação. Não preciso dizer que esse tempo de recuperação dela faz com que despertem sentimentos românticos entre eles, e tudo seria muito lindo e maravilhoso se a história terminasse aqui. O problema é que uma confusão é armada e Sheridan acaba sendo acusada de ser uma aproveitadora (dá para acreditar nisso?) e o Stephen (um homem cabeça dura e um pouco idiota) não acredita nela.  Claro que teremos sentimentos magoados, amigos tentando intervir, mais confusões, a receita completa de um romance histórico.
Vou confessar que a leitura superou minhas expectativas, a escrita é muito bem feita e a trama desenvolvida com maestria. Como ainda não li nenhum livro da autora antes desse, não sei dizer se todos os livros da autora são tão bons assim, mas para os fãs do gênero, eu recomendo a leitura.
Espero que tenham gostado da resenha!
Beijos
Carol

Autora: Judith McNaught
Editora: Best Seller
Ano: 2008
Páginas: 527
Avaliação: Muito bom.