4 de março de 2013

[Resenha] Freud, me tira dessa!

Oi galera, a resenha hoje é de um livro nacional que eu li tem bastante tempo e adorei. Comprei em uma promoção no Extra, por um preço muito bom.

Sinopse: Freud, me tira dessa! narra a história de Catarina, uma jovem que passa a morar sozinha em função do novo emprego. Dona de uma vida amorosa catastrófica e disposta a rever suas escolhas, Cat busca ajuda na psicoterapia. Como se não bastasse o dolorido processo de conhecer a si mesma e de adentrar na relação com seus familiares, Catarina se apaixona pelo terapeuta. No auge de sua angústia, a personagem recorre ao pai da Psicanálise para sair dessa. Por meio das confusões de Cat, é possível não simplesmente rir, mas também se identificar com a profunda trajetória de autoconhecimento e aceitação da própria história. O livro rendeu à autora o Prêmio Jovem Brasileiro 2012 na categoria Literatura.

Resenha: O livro conta a história de Catarina, uma jovem que veio do interior, que nunca teve sorte nos seus relacionamentos e tem um problema familiar.
Depois ver milhares de indicações do livro, eu fiquei super curiosa pela história, pensando o que tinha nela que encantou tanta gente, e posso dizer com certeza que os elogios são mais que merecidos.
A história é encantadora, emocionante e muito divertida. Quando Cat resolve frequentar a terapia, sua vida muda completamente, não só porque o terapeuta consegue dar uma nova visão a ela, mas também quando ela se apaixona por ele.
Eu imagino que seja normal, ou pelo menos aceitável, alguém se apaixonar pelo seu terapeuta, ainda mais mulheres, afinal tudo o que nós queremos é alguém que nos ouça. As situações em que Cat se envolve por causa de sua paixão platônica são hilárias.
Todos os personagens do livro foram muito bem estruturados, não me senti lendo um livro, mas imaginando pessoas reais no meio de tudo aquilo, e algumas vezes identificando pessoas que eu conhecia.
O livro nos leva a refletir sobre algumas questões, eu gostei disso, de como o livro me atingiu e me fez mudar um pouco a visão, mesmo que de uma forma divertida e diferente.
Eu nunca fui em psicólogos, terapeutas, etc, mas sempre me interessei em ouvir o problema dos outros (já pensei em ser psicóloga, mas saí dessa), talvez por isso tenha me identificado tanto com a história.
Freud, me tira dessa! é um chick-lit maravilhoso, adorei ver a história de Cat, suas loucuras, mas também os momentos de "lucidez" da personagem, nos quais ela olha para dentro de si mesma e percebe que não ser perfeita e ter os seus problemas é uma coisa normal, que todos temos. Acho que todo mundo já passou pela fase de ter dúvidas sobre si mesmo, a famosa "crise existencial", por isso que eu acredito que a maioria vai se identificar com a história de Cat.
Eu gostei muito da história, sem dúvida foge a ideia dos chick-lits atuais, o que me pegou de surpresa. E gostei mais ainda de saber que a história terá uma continuação, porque o final da história deixa muitas questões em aberto. A Novo Século fez um trabalho muito bom com a diagramação do livro, gostei muito mesmo.

Autor: Laura Conrado
Editora: Novo Século
Ano: 2012
Valor: R$20,90 a R$28,61
Avaliação: Excelente!