12 de abril de 2013

[Resenha] Visões Noturnas - Maurício Caldeira

Olá pessoal, hoje a resenha é de um livro nacional de contos que eu acabei de ler recentemente. O autor entrou em contato com o blog e cedeu um exemplar para a resenha, além de ter cedido um exemplar para sortear para vocês. Então fiquem ligados na promoção!

Sinopse: Até onde vão seus medos? Uma aposta para saber se um dos integrantes de um grupo de amigos tem coragem suficiente para entrar em um cemitério à meia-noite. Um suicida que descobre, no último instante, que sua vida não é tão ruim assim. Bichos de pelúcia que ganham vida e passam a ameaçar seu dono. Uma dívida não paga e um agiota dando uma última chance ao devedor, que terá que passar por uma prova sombria. Uma antiga casa onde um bem-sucedido – porém infeliz – homem de negócios viveu sua infância, e que pode resolver todos os seus problemas. Visões Noturnas é uma coletânea de contos, na qual os personagens estão sempre prestes a descobrir que cada novo acontecimento possui sempre um outro lado, sombrio e assus-tador. Enfrente seus medos, dê as mãos ao autor e deixe-o guiá-lo por Monserrat, uma cidade onde tudo pode acontecer. 

Resenha: Eu morro de medo de filmes de terror, mas também adoro ver (vai entender né?) e também adoro ler livros de terror e suspense, acho que eles têm um algo a mais que faz com que o leitor prenda a atenção e não consiga parar de ler, mesmo que esteja morrendo de medo. Foi assim comigo, Maurício Caldeira escreve de uma forma que torna impossível parar de ler até chegar ao fim do conto, fato que eu só lia o livro durante o dia.
O livro já começa com um conto bombástico, Royal Street Flash, onde um grupo de amigos faz uma aposta bem macabra que tem as suas consequências. Um dos contos que eu mais gostei foi Auriel, acho que por conta da minha religião, o autor conseguiu passar a confusão mental em que um suicida se encontra.
Ficou evidente no livro o talento do autor em contar histórias de terror, daquelas típicas histórias contadas em fogueiras e acampamentos, sabe? Mas nem todos os contos do livro me assustaram, como por exemplo o conto A Casa da Infância, é um conto extremamente tocante e eu terminei de lê-lo com lágrimas nos olhos, não posso revelar muito o motivo, porque seria spoiler, mas é um dos contos que eu mais gostei no livro. Existem outros contos no livro que são bem descritivos (para não dizer nojentos rs), um exemplo é o conto Como Uma Pedra, que mostra a história entre um agiota e um devedor, bem assustador.
Outro conto com o qual eu me identifiquei foi O Elefante É O Pior que conta a história de um menino que fica assustado com seus bichos de pelúcia, segundo ele os bichos ganharam vida e estavam o ameaçando. Eu me identifiquei com o conto por um motivo bem simples: sempre tive bichos de pelúcia, mas quando criança cismava que eles queriam me pegar (fui da época em que soltaram boatos que a boneca da Eliana andava sozinha à noite).
O livro como um todo é muito bem escrito, na maior parte assustador, mas o autor conseguiu prender a minha atenção e eu acabei não ficando com tanto medo ao chegar no final, porque são só histórias né? Pelo menos eu espero que seja. Se você caro leitor tem medo de história de terror eu te convido a enfrentá-los, assim como eu enfrentei, e ler Visões Noturnas. Garanto que não vão se arrepender.

Autor: Maurício Caldeira
Editora: Novo Século - Selo Novos Talentos da Literatura Brasileira
Ano: 2013
Valor: R$26,87 a R$34,90
Avaliação: 5/5