24 de junho de 2013

[Etc e tal] Tempo, tempo, tempo...


Tempo, é algo que às vezes me assusta, que me pega desprevenida e que (na maioria das vezes) bagunça todo meu planejamento.

Mas, será que esse planejamento desde o início não estava fadado ao erro? Será que eu esqueci uma variável x que foi capaz de mudar tudo em tão pouco “tempo”? Eu sinto que muitas vezes não aproveito meu tempo, e olha que eu tenho tempo livre, mas sei lá, sou capaz de perder infinitas horas apenas olhando para a tela do computador quando eu poderia estar: matando, roubando atualizando o blog, estudando, fazendo algo útil.

O mais triste é que eu tenho plena consciência disso, e o que eu faço a respeito? Absolutamente nada, e não tenho ideia do porquê disso. Daí depois fico horas reclamando que nada dá certo, que tudo está desmoronando, bla bla bla (quem me segue no Twitter sabe os pseudo-dramas da minha vida).

Resultado disso tudo: perco mais tempo reclamando (ou não fazendo nada), do que fazendo algo produtivo, e isso me dá um desânimo do cão (se bem que, julgando pela cadela aqui em cada, essa não é uma expressão apropriada).

Enfim, a questão é que esse texto é um desabafo e um pedido, se vocês me virem reclamando no Twitter que estou sem tempo, por favor, mandem assim “vá fazer algo útil então”, é sério.

Agradeço a todos que chegaram até aqui, voltamos a nossa programação normal no próximo post.