9 de setembro de 2013

[Resenha] Procura-se um Marido - Carina Rissi

Sinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada.
Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer.
Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel.
Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou.
Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensa, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

Spoiler.
    Pela sinopse já dá pra perceber que o livro é, no mínimo, original, mas, na verdade, é muito mais.
    Alicia tem vinte e quatro anos. Ela é uma menina rica que foi criada pelo avô. Ela  é irresponsável, adora uma balada, mas tambem tem um amor incondicional pelo vô Narciso, que a criou como filha e a ama como tal, além de ser o dono e presidente do Conglomerado Lima, a empresa da família
    Já no início,  Alicia vê seu mundo virar de cabeça para baixo com o falecimento do avo e, sendo o último membro da família Bragança e Lima, é a única herdeira das empresas do avô e da mansão onde vive, mas o testamento tem um porém, ela tem que estar casada há pelo menos um ano para receber seu dinheiro e o problema é que Alicia não quer se casar. Nunca.

  "-O que vocês estão tramando para o final de semana?
   [...]
  Talvez eu me case, ou talvez pinte as unhas de azul.Não sei bem."

 "Eu, por outro lado, não queria pensar em vovó naquele momento. Era por sua culpa que estava indo me casar com um homem que eu não amava. "


    Como não pode contestar judicialmente o testamento sem o risco de perder tudo, ela coloca em prática uma idéia mirabolante: Colocar um anuncio no jornal para encontrar um marido de aluguel. E é aí que a confusão começa, porque de todas as pessoas a única que Alicia não esperava que respondesse o anúncio era Max.

"Você é o último homem que eu esperava encontrar aqui. Com quem eu um dia cogitaria casar. Não sei o que é pior, isso ou a miséria."

"Tudo bem, Max. Vamos nos casar. Ele tirou os olhos do monitor, me fitou e sorriu.
 -Uau!É a primeira vez que sou pedido em casamento. Não vai nem se ajoelhar?"


    Max trabalha na L&L cosméticos, uma das empresas do Conglomerado Lima, e Alicia acaba o conhecendo em seu primeiro dia de trabalho na empresa (tudo, é claro, por causa do testamento). Ele é trabalhador e todo certinho; do tipo que respeita todas as regras, ou seja, o completo oposto de Alicia.

 "A questão era que ele realmente não fazia meu tipo – muito certinho e cheio de regras para o meu gosto. Não consegui compreender porque eu havia ficado tão intrigada a respeito da existência ou não de pelos em seu tórax. Ridículo! "


    Desde o começo,o livro é bem divertido e gostoso de ler. Alicia é engraçada e tem uma relação muito bonita com o avô, que, por sinal, também é uma figura. Já sua relação com Max é compliaca. No instante em que se conhessem Alicia vê Max como alguém insuportável, mas por obra do destino, de seu Narciso e de suas idéias loucas, termina casando com ele, e quando o conhece melhor acaba mudando de idéia (totalmente), e se apaixonando por ele. A partir daí, começa a tentar conquistá-lo usando artimanhas, pretextos, persuasões e até baratas. Ela tenta de tudo, mas talvez não seja tão fácil. Talvez.

"Eu o amava! Desesperadamente! Estava completamente apaixonada por meu marido.Que merda!"

"Nada de mais, apenas dois amigos dormindo juntos. Nada com que me preocupar. Max não vai me atacar, já que é um perfeito cavalheiro. Ele não vai me atacar... Droga! Ele não vai me atacar!"


    Com o desenvolver da história, conhecemos mais a história de Max e nos apaixonamos por ele junto com Alicia, que está decidida a transformar seu casamento de fachada em um relacionamento de verdade.
    A autora (Carina Rissi) consegue prender o leitor desde o início levando a história de um jeito leve até nos momentos dramáticos. Sim, porque esse livro tem de tudo: drama, comédia, romance, um Max apaixonate e uma Alicia muito atrevida. Dá vontade de não largar mais o livro. Os personagens se encaixam bem na trama, até os com uma participação menor. Gostei bastante de Mazé, Amaya e da família do Max.
    Enfim, a capa é linda e a história é o Máximus.