28 de fevereiro de 2014

[Resenha] De Volta Aos Quinze - Bruna Vieira

Autor(a): Bruna Vieira
Editora: Gutenberg
ISBN: 9788582350799
Páginas: 224
Ano: 2013
Skoob
Avaliação: 4/5

Sinopse: Anita tem 30 anos e sua vida é muito diferente do que ela sonhou para si. Um dia, ao encontrar seu primeiro blog, escrito quando tinha 15 anos, algo inusitado acontece e tudo ao seu redor se transforma de repente. Com cabeça de adulto e corpo de adolescente, ela se vê novamente vivendo as aventuras de uma das épocas mais intensas da vida de qualquer pessoa: o ensino médio. Ao procurar modificar acontecimentos, ela começa a perceber que as consequências de suas atitudes nem sempre são como ela imagina, o que pode ser bem complicado. Em meio a amores impossíveis, amizades desfeitas e atritos familiares, Anita tentará escrever seu próprio final feliz em uma página misteriosa na internet.

Acompanho o blog da Bruna desde 2011 e por isso sei o tanto de potencial que ela tem para escritora. Isso ficou provado em De Volta Aos Quinze, o potencial está lá, mas faltou um pouco a ser explorado na história de Anita.

Bruna criou uma história com uma gama enorme de possibilidades para se explorar, mas, infelizmente, algumas oportunidades de ouro para o crescimento da história foram deixadas de lado. A escrita de Bruna é muito boa, a leitura fluiu de uma forma muito rápida, no entanto, em algumas partes Bruna escorregou no enredo, deixando algumas falhas.

Por se tratar de uma série, eu entendo que algumas coisas sejam deixadas de fora, mas foram muitas pontas soltas deixadas durante a história, e algumas situações a meu ver, não pareceram prováveis de acontecer com uma pessoa de 30 anos de idade. E é aí que mora o problema. Anita é uma pessoa de 30 anos, mas parece que não saiu dos 15. Sua personalidade e suas atitudes refletem o quão imatura ela é. Outro problema na personagem é que ela lembra demais a autora, o fato de nascer no interior, a escola técnica, a preferência por batom vermelho, tudo isso me fez pensar no quanto Bruna se colocou na personagem.

Como eu disse no início, Bruna tem um potencial enorme como escritora, ela possui o dom de escrever uma história para entreter, isso é inegável. Mas ao mesmo tempo, falta aquele crescimento na história, em saber onde adicionar tal elemento ou tirar. Apesar de tudo isso, houve partes que me agradaram na história, e não foram poucas.

Não senti em todo instante a estranheza com tamanha semelhança entre autora e personagem, mas ainda assim, Anita às vezes é bem chatinha e insegura (o que eu não acredito que Bruna seja) e ela muda de opinião tantas vezes durante a história que ao mesmo tempo em que é cansativo, me fez rir das suas trapalhadas.

Acho que tiveram partes que poderiam ser melhores aproveitadas, como a viagem no tempo, isso foi uma jogada muito grande de Bruna, mas pareceu que ela teve medo de arriscar algo a mais na história. Um ponto positivo na história, que apesar da forma que se sucedeu, foi a introdução de um romance para a personagem principal. Apesar de eu não concordar com a forma que aconteceu me pareceu improvável que Anita não soubesse dessa sua paixão recém-descoberta desde o início do livro. Estava bem na cara, pelo menos para mim como espectadora.


A história do livro é legal, divertida em muitas partes, mas Bruna pecou um pouco em não se arriscar. No entanto, isso não tira seu mérito como autora, afinal, esse é só seu primeiro romance. O dom de contar uma história ela possui e eu acredito que com prática, ela irá se tornar uma escritora muito boa. Eu gostei do livro, de verdade, e fiquei curiosa pelo que aconteceu no final, que deixou um buraco enorme para uma continuação. A leitura de De Volta Aos Quinze é indicada, porém não para se entregar com muitas expectativas, ela fluiu rápido e serviu ao propósito de entreter.