17 de março de 2014

[Resenha] Escândalo - Therese Fowler

Autor(a): Therese Fowler
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581633176
Páginas: 384
Ano: 2013
Skoob
Avaliação: 3/5

Sinopse: Amelia Wilkes tem um pai rigoroso que não permite que ela namore, mas isso não a impede de viver um romance secreto com o cativante Anthony Winter. Desesperadamente apaixonados, os dois sonham uma vida juntos e planejam contar tudo sobre seu amor aos pais de Amelia... Mas só depois que ela completar dezoito anos — e for legalmente reconhecida como adulta. No entanto, a paixão do casal é exposta mais cedo do que o previsto... Eles são jovens, andam grudados aos seus celulares e postam todo tipo de informação — inclusive aquelas informações mais particulares, que só deveriam dizer respeito a eles mesmos — até que o pai de Amelia encontra fotos de Anthony, nu, no computador de sua filha. Poucas horas depois, Anthony é preso. Apesar dos protestos de Amelia, seu pai usa de todo o poder e influência entre os policiais, e entre os meios de comunicação, para transformar Anthony em um pervertido que caçava sua inocente filha. De mãos atadas, cabe aos dois apaixonados arriscar uma última saída, ousada e perigosa, e apagar a acusação de sexting que Anthony recebeu.

Eu tenho uma queda (na verdade, uma avalanche) por histórias dramáticas. Lembro quando eu era mais nova e li Romeu e Julieta, desde então fui atrás de várias releituras da obra de Shakespeare. Quando vi escrito na capa de Escândalo que era um Romeu e Julieta dos dias de hoje, solicitei para resenhar. Fiquei preocupada quando as primeiras resenhas saíram, pois a maioria não havia gostado do livro. Motivo pelo qual enrolei um pouco para começar a ler.
O caso é que, existem livros que nós possuímos mais afinidade. O que para alguém pode ser péssimo, para outros pode ser sensacional. E para mim, com Escândalo, foi assim. Não vou mentir e dizer que a história me conquistou desde a primeira página, mas ao mesmo tempo, ela não foi de todo ruim. A narrativa é realmente lenta, porém, existiu algo na história que prendeu a minha atenção. Algo que fez com que eu não entendesse o motivo do livro ter sido tão destruído.
A história trata de um tema, pelo menos no local onde foi ambientada, delicado. Afinal, aqui no Brasil, mesmo com a lei Carolina Dieckmann, ainda não é como lá no EUA, onde é tudo mais controlado. O tema, no caso, é o sexting, que (resumindo bem) é o compartilhamento de fotos ou conteúdos eróticos via rede. E é o caso de Amelia e Anthony, dois jovens que mantinham um relacionamento em segredo por conta do pai dela e, por ironia do destino, acabaram sendo pegos da pior forma possível.
A trama é baseada em algo que aconteceu com o filho da autora, e por mais ficcional que ela seja, dá para sentir que ela colocou mais do que aconteceu do que (eu acho) pretendia. No entanto, eu não senti vontade de abandonar a leitura ou de tacar o livro pela janela. Até gostei de algumas situações colocadas na história e o drama envolvido.
Achei a construção dos personagens bem misturada, enquanto uns foram bem construídos, outros foram fracos e apagados. Como a mãe de Amelia, achei que ela seria uma mulher forte, que iria contra o marido, sei lá, que iria fazer alguma coisa e ela me decepcionou. O mesmo aconteceu, em algumas partes, com a mãe de Anthony. De início estava tudo bem, mas aí parece que a personagem perdeu seu rumo e desandou tudo. O contrário já aconteceu com o pai de Amelia, foi um dos poucos personagens que me causou emoção extrema, como raiva mesmo. Em relação aos principais, achei tudo normal com eles, com exceção de algumas atitudes idiotas de Anthony.
Tudo correu na linha quase normal durante a leitura. A narrativa, apesar de lenta me convenceu, a história, apesar de muitos clichês e coisas desnecessárias foi ok, o problema mesmo ficou com o desfecho. Achei algo muito desnecessário e MUITO dramático. Aí vocês vão perguntar: mas você não disse que gosta de drama? Sim, eu gosto, mas quando ele é bem desenvolvido, e o drama final do livro não foi, de forma alguma, bem desenvolvido (ou elaborado). Foi algo muito fantasioso, a história estava indo de boa, e aí a autora fez algo extremo. Tudo bem é ficção, mas não tinha que acontecer aquilo.

No geral é um bom livro, mas só. A história de amor dos dois foi convincente, mas os meios (nesse caso) não justificaram o fim. O tema de sexting foi abordado, mas não tão bem trabalhado. O livro não foi uma decepção para mim, mas não cumpriu com tudo o que prometeu. Eu gostei, mas não foi aquela história no estilo: mudou a minha vida, não poderia viver sem.