17 de abril de 2014

[Resenha] Rose na Tempestade - Jon Katz

Autor(a): Jon Katz
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581632834
Páginas: 235
Tradutor: Alda Porto
Ano: 2013
Avaliação: 2/5

Sinopse: No meio de uma terrível nevasca, a cadelinha Rose insiste em dar conta de seu trabalho como pastora enquanto nos deixa a par de suas curiosas reflexões: onde está Katie, que ela nunca mais viu, embora seja capaz de sentir sua presença em todo lugar? Quem será aquele cachorro selvagem que parece seu amigo? Por que Carol, a mula, fica parada mesmo debaixo de toda a neve que cai? E onde foi parar Sam, que sumiu depois daquele barulho todo? Mas Rose não tem muito tempo para suas reflexões divertidas — e às vezes bem corretas. Agora ela deve voltar sua atenção para uma coisa muito mais séria: correr atrás de Sam, tentar encontrá-lo e, quem sabe, salvá-lo. No entanto, alguns perigos podem ser intransponíveis para uma cachorrinha...

Gostaria de dizer que me encantei com Rose na Tempestade, mas infelizmente não foi o caso. Desde quando foi anunciado o lançamento eu me animei, a sinopse me chamou atenção por ser algo “inédito”, o booktrailer me deu um aperto no coração. Mas não foi bem assim que aconteceu comigo enquanto lia.

Geralmente eu gosto de histórias com animais, por isso me interessei por este livro quando a Novo Conceito anunciou o lançamento. A proposta do livro era realmente boa, mas conforme fui avançando parecia que não tinha saído do lugar, sabe? Continuar a leitura foi difícil para mim, desde o início eu não consegui me conectar com a história. O enredo que inicialmente parecia legal se tornou maçante e ao final de tudo pareceu que a história não me contribuiu em nada.

Poucas foram as partes que me trouxeram algum tipo de emoção, o que é uma pena, pois penso que o livro tinha muito para mostrar. O mundo pelos olhos de Rose é único, porém nem isso foi capaz de me animar com a história.

Eu me admirei com a força e a perseverança de Rose, não nego, algumas partes foram escritas com maestria, mas no geral não foi uma leitura produtiva para mim. O espaço para as reflexões estava lá, mas não foi bem desenvolvido, chegando ao ponto em que parecia que o autor apenas selecionou frases aleatórias e as colocou no livro.


Enfim, li o livro em pouco tempo e depois de muito pensar cheguei à conclusão de que a história, infelizmente, não acrescentou em nada na minha vida. Foi decepcionante constatar isso, pois eu tinha uma expectativa alta para o livro.