5 de maio de 2014

[Resenha] Enquanto Eu Te Esquecia - Jennie Shortridge

Autor(a): Jennie Shortridge
Editora: Única Editora
ISBN: 9788567028125
Páginas: 384
Tradutor: Elisa Nazarian
Ano: 2014
Skoob
Avaliação: 2,5/5

Sinopse: Lucie Walker não se lembra de quem é ou como foi parar nas águas geladas da Baía de São Francisco. Encaminhada para uma clínica psiquiátrica, ela aguarda até que um homem chega afirmando ser seu noivo. Entretanto, com seu retorno para casa, essa mulher sem memória vai tomando conhecimento de sua personalidade antes do acidente, da pessoa controladora, fria e sem vida que era, e dos segredos da infância e da família, assim como da situação do noivado e dos mistérios que podem ter provocado o acidente.
Será que ela quer isso de volta? Será que essa nova Lucie conseguirá manter o amor por Grady, ou a oportunidade de recomeçar será sua salvação?
Intenso, franco e incrivelmente emocionante, Enquanto eu te esquecia é um livro delicado, que nos questiona sobre a maneira que vivemos e nos lembra que sempre temos uma nova chance de ser feliz.

Quando li a sinopse de Enquanto Eu Te Esquecia me interessei de cara, gosto de drama (na medida certa) e a história me pareceu ser no estilo que emociona de verdade. Bom, para mim, pelo menos, não foi assim. A narrativa do livro foi a maior fonte dos meus problemas, não consegui me conectar, ter aquele sentimento de inclusão à história, sabe? A história é mais sobre as descobertas de nós mesmos e o que fazer quando recebemos uma chance de recomeçar.

Penso que a autora pecou muito ao bater na mesma tecla da amnésia de Luce, algumas partes muito boas foram desperdiçadas, enquanto em outras a autora se estendeu demais na explicação. Porém, nem tudo foi negativo. Achei muito bonita a forma como Grady ficou ao lado de Luce, ficou bem claro que ele de fato a amava e respeitava.

Acho que um dos principais problemas da leitura foi que não consegui identificar Luce como alguém real. Sim, eu sei que é uma ficção, mas a construção da personagem não me pareceu verdadeira. Além disso, a relação temporal da história não foi bem explicada.
Achei que a apresentação de outros personagens, como a tia de Luce não foi bem colocada, a sua história parecia ser importante e não foi bem desenvolvida. Uma pena, pois ela foi uma das personagens que mais me convenceu.

Enquanto Eu Te Esquecia tinha potencial para entrar na minha lista de favoritos, mas a narrativa foi tão cansativa, que isso me decepcionou. Não encontrei a história de recuperação, o final ficou em aberto (e eu odeio finais em aberto), e quase nada do livro me emocionou.
Sim, existem questionamentos na história que me fizeram refletir sobre a minha vida, sobre como seria bom ter a chance de recomeçar. Mas aí eu fiquei a pensar que o que tenho hoje na minha vida é o reflexo das minhas escolhas, sejam elas boas ou ruins, então não faria sentido mudar, consertar algo que talvez não tenha como ser consertado.


A história da vida de Luce é triste, mas existem tantas outras histórias de vida mais tristes que essa, infelizmente, não entrou para o baú dos livros memoráveis.