3 de fevereiro de 2015

[Resenha] Twittando o Amor - Teresa Medeiros

Autor(a): Teresa Medeiros
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581635552
Páginas: 202
Tradutor: Denise Tavares Gonçalves
Ano: 2014
Skoob
Avaliação: 3/5

Sinopse: Abigail Donovan é uma escritora de sucesso. Ela quase ganhou o prêmio Pulitzer e até foi elogiada no programa da Oprah. Então, por que ela passa os dias e noites escondida no chiquérrimo condomínio onde mora, na companhia de seus dois gatos, sem conseguir escrever?
Quando o seu editor a obriga a entrar no mundo das redes sociais para expandir seus horizontes, Abby imagina que vai ser obrigada a conversar com adolescentes que teclam escondido do porão de casa. Mas ela acaba conhecendo Mark Baynard, um professor britânico sexy, bem-humorado e inteligente que está viajando pelo mundo em busca de aventura. Abby tenta resistir ao seu charme, enquanto Mark começa a quebrar a resistência dela aos pouquinhos... Inclusive a resistência a se comunicar por meio de mensagens curtas.
Agora que Abby voltou a escrever e a viver , ela descobre que Mark guarda um segredo que poderá mudar para sempre a vida dos dois.

Como viciada no Twitter, assim que Twittando o Amor chegou para mim fiquei curiosa pela história. Mesmo assim, demorei a lê-lo. De início achei que o livro seria uma enorme história de amor sobre pessoas que se conhecem online e etc. Ignorando todos os problemas que isso pode causar, é claro (identidade falsa, assassinos passionais), Abby Donovan começa a conversar via DM com Mark Baynard.

A linguagem utilizada é bem informal e irônica, isso é um dos pontos fortes. Porém, em nenhum momento em senti uma ligação com os personagens ou com o romance. Abby é uma famosa escritora de um livro só, que apareceu na Oprah e teve seus quinze minutos de fama, e depois, finite. Ela tenta se reencontrar e usa a internet para isso (quem nunca?). Muitas vezes eu a julguei chata, cheia das desculpas e tudo mais. Só que aí eu lembrei o quanto é ruim tentar escrever algo que preste e nunca sair nada (olá, resenhas atrasadas) e parei de julgá-la (pelo menos um pouco).

Uma coisa interessante do livro é a importância dada às redes sociais. Em pouco tempo, Abby se vê viciada no Twitter e nas conversas com Mark. Eu senti falta de uma maior exploração além deles, obviamente o foco era no romance dos dois, mas seria legal uma expansão para os outros seguidores dela. O relacionamento, inclusive, não segue a forma natural, afinal, é algo construído a uma distância considerável. Eu penso que por este motivo não consegui me conectar tanto com ele.

O grande segredo de Mark adiciona um pouco de drama a história, mas novamente achei muito superficial. Aliás, essa é a palavra que define o livro. Faltou profundidade em praticamente todo o enredo. É uma história fofinha, bonitinha, tudo inha, mas falta alguma coisa para fazer com que ele seja lido de novo. As referências à cultura pop foram um bônus no livro, provavelmente o que garantiu suas três estrelinhas.

O desfecho do livro é satisfatório, fecha direitinho tudo o que foi mencionado durante a história. Mas não foi uma narrativa que arrancasse suspiros, nem acrescentou alguma lição na minha vida de leitora. Basicamente, é um livro de romance água com açúcar e só. Vale a pena ser lido? Sim, mas não vá com muita sede ao pote.