24 de junho de 2015

[Resenha] Se O Sapatinho Servir - Era Outra Vez #2 - Sarah Mlynowski

Autor(a): Sarah Mlynowski
Editora: Galera Júnior
ISBN: 9788501401120
Páginas: 172
Ano: 2015
Skoob
Avaliação: 4/5 + ♥

Sinopse: Abby e Jonah são irmãos e descobriram como entrar no mundo dos contos de fadas - e alterar os rumos de suas histórias! Desta vez, eles acabam no armário de casacos de um fabuloso castelo, bem na hora do baile, e lá está Cinderela. Tudo acontece como deveria ser: o príncipe resgata o sapatinho de cristal para seguir à procura da moça que o encantou, mas... Cinderela torce o pé - culpa de Abby e Jonah - e ele fica muito inchado. De jeito nenhum o sapatinho vai servir agora! Para piorar, a fada madrinha se recusa a ajudá-la e diz que Cinderela precisa assumir algumas responsabilidades se quer mesmo ter um final feliz. Mais uma vez, Jonah e Abby terão que consertar a história: decidem ajudar a gata borralheira a encontrar um emprego, e assim garantir a bênção da fada madrinha e a mão do belo príncipe em casamento.

No segundo volume da série Era Outra Vez, o conto de fada é Cinderela. Novamente narrado em primeira pessoa por Abby, ele se passa num pequeno intervalo entre o primeiro livro. A narrativa da Sarah continua prendendo a atenção e por este ser fininho é uma leitura rápida e divertida.

Os irmãos voltam a visitar o espelho mágico na esperança de retornarem à história da Branca de Neve, mas como nem tudo são flores dessa vez eles param no baile da Cinderela. Todos nós já estamos familiarizados com a trama da menina órfã que era escravizada pela madrasta e suas filhas e que com a ajuda de uma fada madrinha consegue conquistar o príncipe. Mas não se engane ao pensar que aqui as coisas serão iguais.

Mesmo com a decisão de não interferir no enredo, Abby e Jonah não conseguem e acabam aprontando várias confusões. Uma coisa que adoro nessa série é como a autora consegue fazer uma releitura e tornar os personagens mais humanos. Antes disso, eu imaginava Cinderela apenas como a gata borralheira, mas foi possível perceber que ela era beeeeem preguiçosa e meio chorona.

A evolução dos personagens e o amadurecimento é muito legal de ser. Não espere uma fada madrinha que irá realizar todos os desejos apenas porque você está triste. Não, todo esforço leva a um merecimento e isso é um dos pontos mais frisados no livro. Foi muito interessante observar essa desconstrução dos contos de fadas e ver que Cinderela realmente se esforçou para conseguir o que queria.

A leitura fluiu de forma muito boa e considero esse livro ótimo para passar o tempo. É um desses que você consegue ler em apenas um dia, mesmo que a faixa etária esteja bem abaixo da minha. Se você, assim como eu, é apaixonado por contos de fadas Se O Sapatinho Servir é uma pedida certa.