7 de outubro de 2015

[Resenha] É Cada Coisa Que Escrevo Só Pra Dizer Que Te Amo - Lucão

Autor(a): Lucão
Editora: Benvirá
ISBN: 9788582402122
Páginas: 160
Ano: 2015
Skoob
Avaliação: 4/5 + ♥

Sinopse: Às vezes, as palavras do dicionário parecem não ser suficientes para explicar sentimentos tão intensos e verdadeiros como o amor e a saudade, mas Lucão tem o dom de misturá-las de um jeito tão excepcional, que consegue dar explicações perfeitas para o coração. Escreve em poesia os sentimentos que muitas pessoas não conseguem escrever ou falar em língua alguma.
Em “É cada coisa que escrevo só pra dizer que te amo”, Lucão traz versos inéditos e faz uma compilação das melhores frases e poemas que publicou em seu blog – Abra o bico – ao longo de 10 anos. Nestas páginas há muitas facetas do poeta que nunca recusa um grande amor.

Eu não conhecia nada do Lucão até esse livro cair nas minhas mãos. Foi um caso clássico de julgar pela capa primeiro e só depois ler a sinopse. Eu não sabia o que esperar de sua escrita, talvez um tom meloso beirando o drama, pois essa era minha visão para poemas românticos. Ledo engano.


Com pequenos poemas por cada página, o autor vai construindo o enredo, passando pelas várias fases de se apaixonar, o desapego e mostrando a importância de estar bem sozinho. O livro ainda traz críticas sociais importantes, com um toque mais suave, porém mostrando que é necessário que acordemos.


É um daqueles livros que você pode abrir aleatoriamente uma página e encontrar ali o lema do seu dia, meio que um biscoito da sorte. Suas 160 páginas são carregadas de sentimentos, além de trazerem a tona sensações há muito esquecidas.


A leitura fluiu tão facilmente que quando me dei conta, já tinha finalizado e achei pouco. É um daqueles livros que mesmo chegando ao fim, você deseja mais. Cada pessoa vai interpretar o poema de forma diferente e isso é o mais mágico de tudo. Afinal, se todos pensássemos e sentíssemos o mesmo, o mundo seria um tanto chato, não é?


A diagramação da editora foi um charme a parte. Cada poesia tem sua própria característica, a tipografia e cores criam todo um mundo, dando vida ao texto. Os artistas convidados conseguiram traduzir de uma forma incrível o que eu senti durante a leitura. Foi uma obra extremamente prazerosa de acompanhar e eu super indico para dar de presente para alguém especial ou para si mesmo.