15 de agosto de 2016

[Resenha] O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks - E. Lockhart

Autor(a): E. Lockhart
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765206
Páginas: 344
Ano: 2013
Skoob
Avaliação: 5/5 + ♥

Sinopse: Aos catorze anos, Frankie Landau-Banks era uma garota comum, um pouco nerd, que frequentava a Alabaster, uma escola tradicional e altamente competitiva. Mas tudo muda durante as férias. Na volta às aulas para o segundo ano, o corpo de Frankie havia se desenvolvido, e ela havia adquirido muito mais atitude. Logo ela chama a atenção de Matthew Livingston, o cara mais popular do colégio, que se torna seu novo namorado e a apresenta ao seu círculo de amigos do último ano. Então Frankie descobre que Matthew faz parte de uma lendária sociedade secreta - a Leal Ordem dos Bassês -, que organiza traquinagens pela escola e não permite que garotas se juntem ao grupo. Mas Frankie não aceitará um "não" como resposta. Esperta, inteligente e calculista, ela dará um jeito de manipular a Leal Ordem e levantará questionamentos sobre gênero e poder, indivíduos e instituições. E ainda tentará descobrir se é possível se apaixonar sem perder a si mesma.

Meu primeiro contato com a escrita da autora foi em Mentirosos, e eu gostei bastante do que foi apresentado. O Matheus, do Vida de Leitor, me presenteou com esse e, mais uma vez, pude comprovar a genialidade da escrita de Lockhart.

Narrado em terceira pessoa, o livro tem muitos elementos característicos dos YA's. Junte um colégio interno + uma sociedade secreta e nós teríamos o famoso clichezão. Porém, a forma como a narrativa foi conduzida mudou tudo. Principalmente por conta da protagonista. Frankie não é nada parecida com as personagens dos livros que li do gênero. Ela tem uma personalidade única e, mesmo com alguns deslizes no seu pensamento, ela é incrível.

Eu demorei um pouco para me acostumar com o clima da narrativa, pois as coisas acontecem lentamente. Mas depois que peguei o jeito, pude perceber que essa "lentidão" se dá justamente por conta dos detalhes, que são muito importantes.

A história gira, basicamente, em torno da Leal Ordem dos Bassês, o que aliás me deu vontade de rir, porque não conseguia levar a sério uma sociedade secreta com esse nome. Mas enfim, o pai de Frankie (que é um porre, btw) pertenceu à essa sociedade e vivia tagarelando sobre ela. E como todo mundo tem curiosidade, a menina foi lá e descobriu várias coisas sobre a tal Ordem.

O início do livro já mostra uma carta de Frankie confessando todos os "crimes" cometidos pela sociedade, então não é spoiler falar sobre ela, ok? O interessante é como a personagem conduz todas as movimentações dos bassês, sem deixar nenhum vestígio aparente.

Em meio a tantas personagens vazias, Frankie se mostra mais do que a embalagem. Ela não se contenta em ser apenas a namorada bonita do cara popular. Ela toma à frente e impõe suas ideias, mesmo que eles não saibam que foi ela. E isso foi um dos melhores pontos do livro.

Poderia falar mais e mais sobre como amo Frankie Landau-Banks, mas isso tiraria a graça do livro. Então vocês façam o favor de ler já!